DIA 94 > 10.04.2012 > NOWHERE BOY (2009)

Por Raphaela Ximenes

Sigam meu raciocínio, digno do Jogo do Kevin Bacon: O filme de ontem era com a Chloe Grace Moretz, que também brilhou em “Kick Ass”. Daí “Kick Ass” tem Aaron Johnson como protagonista. E o que mais Johnson fez? Interpretou ninguem menos que John Lennon no cinema. Assim, chegamos ao filme de hoje: NOWHERE BOY.

No filme dirigido por Sam Taylor-Wood, com roteiro de Matt Greenhalgh (o mesmo de “Control”), é discutida a adolescência de John Lennon, sua relação com a mãe, o controle de sua vida pela tia, a desilusão em relação ao pai e seu gênio brilhante, porém incontrolável. A amizade de John, Paul e George na Liverpool dos anos 50, também é contada, mas NOWHERE BOY não é um filme sobre os Beatles, ou sobre música, seu foco são os primeiros anos da vida de Lennon.

Livremente baseado no livro “Imagine This: Growing Up With My Brother John Lennon” escrito por Julia Baird, meia-irmã de John Lennon, o filme mostra a adolescência do músico. Separado de sua mãe aos 5 anos, Lennon foi viver com sua Tia Mimi, com quem tinha uma relação de amor e ódio. Mimi era rígida em relação a criação de Lennon, obrigando-o a se dedicar aos estudos e não via com bons olhos seu interesse pela música. Júlia, a mãe, era uma pessoa inconstante, que acreditava que o filho devia aproveitar sua juventude ao extremo.

Para compor melhor o retrato dessa fase tão conturbada da vida de Lennon, Aaron Johnson foi o escolhido. Além da semelhança física com o músico, o ator consegue não ser caricatural ao interpretar um papel tão forte, que poderia ser sua glória ou derrota. O personagem de Johnson não é uma sombra de Lennon, apenas imitando seus trejeitos, e sim um rapaz em conflito consigo mesmo e a família, que sobrevive essa fase difícil de sua vida, montando uma banda de rock com os amigos. É essa simplicidade de Johnson que transparece em sua atuação.

A diretora Taylor-Wood consegue ambientar e caracterizar a história e personagens de forma sutil, sem que pareçam falsos. Apesar de alguns acharem que o filme exagera a parte negativa de Lennon, um olhar mais próximo deixa claro que esse não é o aspecto que prevalece no fim. A adolescência de Lennon foi confusa, cheia de ressentimentos e medos, mas também foi normal em muitos aspectos, com amigos, música e garotas. Amigos como Paul McCartney (interpretado por Thomas Sangster), que divide a paixão pela música e a tristeza de uma família fragmentada.

Com uma trilha sonora recheada de clássicos do Rock da época, NOWHERE BOY por acaso é sobre a vida de John Lennon, mas poderia simplesmente ser um filme sensível sobre a juventude do interior da Inglaterra na década de 1950. Com todos os conflitos, preconceitos e sonhos que envolvem essa fase da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s